Technology

A digitalização revoluciona os serviços de elevador: Jon Clarine explica como e o porquê

Jon Clarine, Head of Digital Services na thyssenkrupp Elevator North America adora as possibilidades que surgem com a digitalização. O interesse de Jon em ampliar fronteiras usando novas tecnologias vem de longa data. Ele tem uma licença de rádio amador. Ele concorreu para ganhar uma impressora 3D simplesmente para ver como ela funciona. Como antigo YouTuber, ele utilizava ferramentas analíticas para obter feedback sobre seus vídeos e ganhar mais seguidores. Em 2003, fez parte dos primeiros “técnicos de serviços remotos” na área de geração de energia, equipando e ajustando turbinas em todo o mundo, ajudando a criar o que hoje é comumente chamado de “Industrial Internet of Things (IIoT)”. Hoje em dia, Jon continua fascinado em reunir informações e criar valor – e mais ainda agora, que a digitalização ampliou exponencialmente as possibilidades que os dados oferecem de criar serviços de valor agregado sob medida. O URBAN HUB entrevistou Jon, para mergulhar mais fundo em sua paixão por serviços de tecnologia digital no setor de elevadores.
Technology
Usando menos recursos para uma mudança maior - O que faz o mundo evoluir? Tecnologia inovadora. E nas áreas de mobilidade, construção, energia e fabricação, são principalmente as inovações ecológicas que estão mudando a forma das pessoas interagirem com o meio ambiente e formá-lo.
211 visualizações

Criado em 02/12/2020

Jon Clarine

Você sempre foi apaixonado por tecnologia. Que ligações você vê entre suas primeiras experiências e o seu trabalho hoje em dia?

“Como YouTuber, aprendi o poder de monitorar o uso de produtos e serviços. O YouTube oferecia ferramentas analíticas, o que me permitia ver as partes do vídeo que as pessoas assistiam diversas vezes ou os pontos em que elas paravam de assistir por perder o interesse. Compreendi imediatamente a importância dessas informações também quando se trata de outros formatos.

As assinaturas digitais na thyssenkrupp Elevator funcionam da mesma forma que as ferramentas analíticas do meu canal de YouTube. Quando lançamos produtos agregadores de valor, precisamos monitorar e confirmar esse valor incansavelmente e interagir, para aprimorar, surpreender e encantar os clientes com nossos serviços digitais de primeira linha.”

Como a digitalização transformou o papel e a importância dos serviços no setor de elevadores?

“Acredito que estamos no começo de uma nova era de digitalização nos elevadores e que o setor de serviços de elevadores está passando por uma grande mudança. Com plataformas de IoT como MAX, os elevadores podem virtualmente falar conosco, dizer quando precisam de nossa ajuda e, utilizando IA e machine learning, até mesmo orientar os técnicos sobre a causa e a solução.

Assim, podemos consertar os elevadores antes mesmo que os clientes percebam que há um problema. A equipe de gestão de propriedade não precisa nem fazer uma chamada ou monitorar o progresso com o MAX, estamos milhas à frente. Isso é um ótimo exemplo de como a digitalização sempre criará novo valor na indústria de elevadores.”

Então como funciona a digitalização nos serviços?

“Os serviços digitais são serviços baseados em software, fornecidos por meio de uma plataforma de IoT. Uma das vantagens dos serviços baseados em software é que eles são flexíveis e podem ser desenvolvidos rapidamente. Isso os torna ideais para responder a demandas à medida que elas surgem e, de fato, as necessidades dos clientes têm um incrível potencial para promover a transformação, especialmente nos serviços de elevador.”

Que forças estão realmente promovendo a inovação nos serviços de elevador hoje em dia?

“É uma excelente pergunta. A resposta é que as necessidades dos clientes – combinadas à visão compartilhada de uma equipe competente de pessoas alinhadas e empenhadas em resolver o problema dos clientes é a força motriz por trás de muitas das inovações.

Veja por exemplo um dos nossos clientes inovadores em Nova York. Eles perguntaram se podíamos ajudá-los a tornar nossos elevadores “touchless”. Não tínhamos um produto, mas, com a nossa experiência em segurança AGILE e controle de acesso, assim como integrações de robô, fomos da ideia até uma solução integrada em sete semanas.

Alcançamos esse objetivo com uma equipe dinâmica de pessoas, incluindo a equipe de segurança cibernética e TI do nosso cliente, um parceiro de longa data do setor de tecnologia e nossos especialistas em tecnologia dedicados e inteligentes.”

AGILE Touchpad

O que mais tem definido os rumos do setor de serviços em elevadores?

“As inovações em elevadores frequentemente são promovidas pela introdução de Novos Códigos de Construção de Elevadores – (New International Building Codes – IBC). Por exemplo, um dos novos códigos agora exige que a cabine do elevador esteja conectada à internet para serviços de emergência. Uma cabine conectada traz serviços e sofisticação digitais em um nível completamente novo.

Novas funções estão emergindo constantemente na indústria de elevadores, abrangendo diversas formas comerciais, operacionais e técnicas de trabalhar para fornecer software de elevadores como serviço (SaaS). Isso significa novas oportunidades para nós e nossos clientes. A indústria de elevadores continuará mudando e acompanhando o ritmo da tecnologia nos próximos anos.”

AGILE: Tornando os elevadores mais inteligentes

Tecnologia de última geração que melhora os elevadores tornando-os mais rápidos, inteligentes e flexíveis.

Saiba mais.

O que contribuiu mais para a evolução das ofertas de serviços digitais – 5G ou a COVID-19?

“Essa é fácil: o 5G será incrível, mas ainda não está totalmente difundido. A COVID-19 contribuiu mais para a evolução dos serviços digitais e definitivamente promoveu o avanço e a adoção de novas tecnologias, dadas as necessidades onipresentes em nossa base de clientes.

Por exemplo, quando ficamos sabendo da necessidade de manter uma distância de 2 metros entre as pessoas para frear a propagação da COVID-19, passamos imediatamente a trabalhar com os clientes para administrar o distanciamento social nos elevadores. Com as facilidades de configuração dos nossos terminais AGILE, podemos controlar e enviar o elevador de forma a limitar o número de passageiros a 4 ou menos, para que haja espaço para distanciamento social na cabine.

Entretanto, ao limitar o número de passageiros em elevadores, a capacidade de tráfego e manuseio do sistema de elevadores também é restringida. Por isso, desenvolvemos o MAX para monitorar o tráfego e alertar os clientes quando é observado um aumento de tráfego ao longo do tempo. Isso ajuda os clientes a observar o uso do elevador e prever quaisquer restrições de capacidade.

Com essa tecnologia, também observamos um aumento nos aprimoramentos de envio ao destino AGILE. Antes da COVID-19, elementos como um aplicativo de smartphone touchless eram recursos interessantes para proprietários de edifícios, agregando valor à estratégia de aluguel. Hoje em dia, isso é essencial para aumentar a confiança dos moradores nos edifícios e ajudá-los a retornar ao trabalho.”

MAX Connections

Pode dar alguns exemplos de inovações digitais que estão por vir?

“A AGILE mobile estenderá a experiência nos terminais AGILE para smartphones e dispositivos wearable, abrindo as portas também para outros serviços, tais como localização. Este ano, estamos lançando serviços de mensagens em vídeo e texto na cabine do elevador para emergências. Isso aprimora as nossas conexões em nuvem MAX e exige a instalação de câmeras e displays digitais nas cabines.

Quando pensamos em utilizar uma câmera em combinação com as inovações em IA e visão artificial nas quais a equipe Gijon está trabalhando, vemos como as tecnologias trabalham juntas para abrir oportunidades para novos serviços digitais, tais como envio com base em destino AGILE ou infotainment.

No ano que vem, temos em vista um painel de operação de carros (COP) AGILE com touchscreen padronizado e indicadores de posição (PIs) digitais. Essas inovações também podem ser combinadas de diversas formas para resolver problemas para diversos tipos de cliente, em diferentes aplicações de edifícios, o que significa mais valor para os nossos clientes.”

Quais os potenciais da digitalização para criar ainda mais oportunidades de negócios através de serviço?

“Ter dezenas de milhares de elevadores conectados através de uma plataforma de IoT como o MAX é uma grande vantagem, que beneficia os clientes, tornando os principais produtos e contratos de serviços mais atraentes e duráveis. O potencial é infinito e, com elementos baseados em software e conectividade de nuvem, os serviços de manutenção podem ser vendidos em diferentes pacotes, uma vez que as inspeções e outros serviços de monitoramento podem ajudar os elevadores e operar de maneiras novas e diferentes.”

MAX Predictive Maintenance

Há outros desenvolvimentos que o estão empolgando?

“Na área de digitalização robótica: estou impressionado com o interesse em veículos autônomos e a forma como estamos promovendo a nossa interface API robótica. Um cliente leu o nosso comunicado de imprensa sobre interfaces robóticas e nos procurou para uma modernização. Ele estava buscando formas de aprimorar seus serviços de limpeza e segurança utilizando patrulhas de segurança robóticas e limpadores de chão autônomos.

Esses robôs precisam andar de elevador, e nossa interface de ethernet avançada foi projetada exatamente para isso. Acho que iremos perceber que essas tecnologias e capacidades não estão apenas mudando a forma como os clientes compram sistemas de transporte prediais, mas também criando novos requisitos sobre como os elevadores são controlados para acomodar coisas como robôs.”

 
tkE Robot Video

E como será a digitalização de serviços no futuro?

“Não vai demorar muito para que os elevadores comecem a reconhecer passageiros e prever aonde eles estão indo com base em machine learning. No futuro, quando as pessoas andarem de elevador, os serviços de streaming e os conteúdos na cabine não só serão adaptados à hora do dia, mas também feitos sob medida para os passageiros individuais.

Acredito que será divertido observar a digitalização dos serviços no setor de elevadores e, ainda mais divertido, fazer parte dela.”