Smart Mobility

Livre a todos: acessibilidade a prédios e transporte público

Como garantimos acesso a prédios e transporte público a todos os indivíduos, incluindo aqueles com mobilidade limitada? Nas últimas décadas, países aprovaram regulamentações para garantir melhor acesso a prédios, locais públicos e cívicos e transporte público para todas as pessoas, mas será que isso é suficiente? O URBAN HUB examina as medidas mais eficazes, de que forma a tecnologia digital e as novas inovações em mobilidade podem melhorar as soluções e por que o fácil acesso aos espaços urbanos, edifícios e transporte público é essencial para a integração da comunidade.
Smart Mobility
Mantém as pessoas se movendo rumo a soluções melhores - Pessoas que estão cansadas de cidades congestionadas estão contribuindo com inovações por meio de novas tecnologias móveis e aplicativos intuitivos, que melhoram a integração do transporte público, a infraestrutura e o compartilhamento de carros.
330 visualizações

Criado em 27/07/2020

Espaços urbanos para todos

À medida que a população urbana aumenta, é importante que urbanistas e arquitetos continuem a garantir a maior acessibilidade aos serviços públicos, prédios e transporte público para todos os indivíduos. Isso inclui pessoas com mobilidade limitada devido a condições temporárias ou a uma deficiência permanente.

No futuro, além de haver mais pessoas residindo em ambientes urbanos, as pessoas viverão mais tempo. Cada vez mais cidadãos idosos optam por “envelhecer no lugar”, o que significa que eles não se mudam para uma residência assistida, mas sim continuam em casa de forma independente. Eles representam uma parcela crescente da população que depende de serviços e transporte públicos e se beneficia de medidas que garantem acesso total e livre.

Wheelchair Accessibility

Acesso livre cria comunidade

Por que a acessibilidade sem barreiras é tão importante? Uma cidade só prospera quando todos os cidadãos podem participar plenamente da formação de suas próprias vidas e da comunidade em geral. A promoção da integração comunitária deve ser a espinha dorsal de qualquer plano para melhorar e garantir a qualidade de vida dos habitantes de cidades.

Quando pessoas com mobilidade limitada têm pouco acesso ao transporte público ou a serviços públicos e médicos, isso limita muito sua estabilidade econômica e sua saúde. Além disso, o isolamento social ameaça tornar-se um mal da vida urbana, particularmente entre os idosos, e é exacerbado por ofertas de transporte público inacessíveis ou mal planejadas.

Stairlift Woman
Stairlift Man

Acesso a prédios e transporte público

Então como os urbanistas podem tratar dessa questão? Nas últimas décadas, foram estabelecidos códigos de construção para regulamentar um melhor acesso para chegar ou entrar em prédios ou estações de transporte público. Por exemplo, o formato e as medidas das calçadas, degraus, lacunas e mudanças de nível difíceis foram melhorados para garantir maior acessibilidade aos indivíduos com mobilidade limitada.

Novas soluções de mobilidade podem complementar e ampliar o acesso. Rampas móveis, cadeiras elevatórias e plataformas elevatórias oferecem alternativas muito necessárias para escadas ao entrar em um prédio ou em alguma forma de transporte público. As cidades também estão experimentando cada vez mais esteiras rolantes, particularmente em ruas íngremes, que atuam como acessos para paradas de transporte público, encurtando as distâncias que precisam ser percorridas a pé.

Movendo-se em prédios e no transporte público

Muitas das mesmas soluções que se aplicam à entrada de um edifício ou de uma estação de transporte público se aplicam ao deslocamento interno. Para isso, os arquitetos precisam seguir diretrizes sobre dimensões mínimas exigidas para portas, degraus e outros. Prédios agora estão usando ao máximo portas automáticas, escadas rolantes, plataforma elevatórias e elevadores – para os quais existem, por exemplo na UE, novas regulamentações para melhorar a acessibilidade.1

Instalações de transporte público também se beneficiam de soluções modernas de mobilidade. Aeroportos como o de Milão-Linate, na Itália, usam cada vez mais plataformas elevatórias. O aeroporto de Charleroi do Sul de Bruxelas, na Bélgica, onde os passageiros embarcam nos aviões por escadas de avião (e não em pontes de embarque), investiu em cadeiras elevatórias para passageiros com mobilidade limitada.

Estações importantes como a Estação Ferroviária Central de Milão, um importante hub de transporte no sul da Europa, oferecem possibilidades de intercâmbio multimodal combinando esteiras rolantes, elevadores e escadas rolantes para obter uma mobilidade sem interrupções entre diferentes níveis na estação. Milão continua a aumentar o acesso ao investir em plataformas elevatórias inclinadas em várias estações. A cidade também planeja complementar seus sistemas de comunicação para usuários e seu software de monitoramento para supervisores para garantir os mais altos níveis de serviço ininterrupto.

 
Moving 400,000 people every day at Milan Central Station

A comunicação abre portas

Iniciar um diálogo sobre soluções de transporte com pessoas de mobilidade limitada e idosos é uma das melhores maneiras de obter soluções eficazes. Cidades como Xangai envolvem essas pessoas regularmente em auditorias da acessibilidade do transporte na cidade e em relatórios sobre problemas de mobilidade. Indústrias e urbanistas podem trabalhar em estreita colaboração com organizações que defendem mudanças eficazes para garantir mais acessibilidade para todos os indivíduos.

Com base neste tipo de contribuição, o design acessível deve incluir medidas de comunicação bem pensadas. Marcações elevadas no piso podem ajudar deficientes visuais a reconhecer onde uma plataforma começa ou termina, e uma sinalização com alto contraste é mais fácil de decifrar. Além disso, botões e displays informativos também deveriam ficar na altura dos olhos de cadeirantes.

Tecnologias digitais estão abrindo novos canais de comunicação que podem ser cruciais para indivíduos com restrições de mobilidade. Recursos como a venda inteligente de bilhetes e outros aplicativos que ajudam os viajantes a planejar antecipadamente ou dão atualizações em tempo real sobre mudanças ou interrupções de horários são alguns dos aplicativos urbanos que tornam o transporte público mais fácil de usar.

 
Elevator Touchless System Torre Cristal

Tecnologia sem toque possibilita o uso de elevadores por meio de um smartphone.

MAX: Tempo máximo em atividade, o tempo todo

Tecnologia revolucionária de manutenção preditiva para elevadores – sempre disponível e sempre segura, graças à comunicação em tempo real.

Saiba mais.

Novas tecnologias para serviços melhores

A tecnologia sem toque e outras inovações que surgiram durante a pandemia do COVID-19 também trarão benefícios adicionais para pessoas com mobilidade limitada. Soluções como chamadas ativadas por voz (em vez de por botão) para elevadores que estão sendo introduzidas pela thyssenkrupp Elevator na China facilitam a operação de soluções de mobilidade e também reduzem a propagação de infecções.

Tecnologias inteligentes também ajudam a garantir serviços melhores. Muitas dessas novas soluções de mobilidade dependem de operações excelentes e descomplicadas para funcionar de forma eficaz – e períodos de inatividade devem ser evitados a qualquer custo. Soluções de manutenção preventiva e preditiva para elevadores e escadas rolantes, como o MAX, muitas vezes ajudam a prever problemas potenciais e consertá-los antes que ocorra uma interrupção do serviço.

A inovação traz nova acessibilidade

Muito já foi feito para otimizar a inclusão, mas sempre há espaço para melhorias. À medida que cidades com alta densidade se tornam a regra, será indispensável projetar um bom sistema de transporte multimodal, combinando vários tipos de transporte trabalhando juntos em harmonia. Inovações como o MULTI, que pode potencialmente ligar passageiros diretamente de uma parada de trem subterrânea a um edifício próximo, oferecem novas possibilidades interessantes para todos os moradores urbanos. E, em geral, ajudar todos a usarem o transporte público significa menos tráfego nas ruas e uma cidade mais verde.