Buildings

Modernização de edifícios históricos: Smith Tower em Seattle

Seattle conquistou um posto como centro de ideias inovadoras de planejamento urbano, negócios e sustentabilidade. Com sua Política de Construção Verde de 2000, Seattle foi a primeira cidade dos EUA a adotar uma política de construção sustentável. Isso se aplica não apenas a novas construções, mas também à modernização e atualização de edifícios antigos, incluindo sistemas de elevadores. A Smith Tower de Seattle, um dos primeiros arranha-céus construídos, é um bom exemplo. Enquanto os detalhes históricos foram preservados, a tecnologia digitalizada trouxe a torre para o século 21, garantindo maior segurança e sustentabilidade. O URBAN HUB conversou com Steve Vining, diretor regional de Vendas de Modernização na região Noroeste do Pacífico, sobre o importante papel que a thyssenkrupp Elevator desempenhou na modernização da Smith Tower.
Buildings
Marcos da sustentabilidade urbana - Hoje, o planejamento urbano cria marcos futuros para cidades que transmitem novas mensagens de sustentabilidade, escolhas ecológicas e uma forma responsável de viver.
161 visualizações

Criado em 23/04/2020

Construir algo novo ou modernizar?

Seattle construiu uma reputação de pioneirismo na arquitetura. A Smith Tower foi um dos primeiros arranha-céus do país, e o Space Needle é reconhecível em todo o mundo. Hoje, edifícios de Rem Koolhaas (Biblioteca de Seattle) e Frank Gehry (Museu da Cultura Pop) também compõem o horizonte da cidade. Então, por que modernizar algo antigo?

As razões podem ser diversas e variadas, dependendo do projeto de construção. No caso da Smith Tower, é evidente que a motivação foi preservar um elemento do patrimônio arquitetônico da cidade. Seattle, no entanto, também tem a reputação de focar em sustentabilidade na construção. O Bullitt Center da cidade afirma ser o edifício comercial mais ecológico do mundo.

Para a Smith Tower, a modernização do edifício combinou duas dessas motivações: o projeto salvou os muitos detalhes marcantes do edifício histórico e o transformou, ao mesmo tempo, em um edifício pronto para o futuro, sustentável e com certificado LEED Gold.

Smith Tower Seattle

Smith Tower, Seattle

Quando foi concluída em 1914, a Smith Tower era o edifício mais alto a oeste do Mississippi. A torre de estilo neoclássico permaneceu o edifício mais alto da costa oeste até o Space Needle ultrapassá-la em 1962. Até recentemente, a Smith Tower ainda usava pessoas operando elevadores! As sete cabines de elevador ornamentadas com belos detalhes em latão e treliçados foram uma das muitas características de design marcadas para serem preservadas durante a modernização.

 
Smith Tower Elevator Before After

Modernização: até o último detalhe histórico

A thyssenkrupp Elevator supervisionou a modernização do sistema de elevadores e a substituição das cabines operadas por humanos. Eles tiveram muito cuidado em preservar os detalhes originais clássicos. Visualmente, os elevadores modernizados são praticamente idênticos aos originais, o que foi conseguido em parte por meio da instalação de portas de elevador treliçadas (lembrando as portas pantográficas originais) e paredes de vidro que permitem que os passageiros vejam o interior de todos os corredores.

Quaisquer outras modificações nos botões de chamada, nas portas internas da cabine e nos painéis de operação não só respeitaram a arquitetura e o design original do edifício, como também seguiram a aparência e a sensação das outras reformas para obter uma estética geral.

 

“Colaboramos com cada uma das partes interessadas (consultor, proprietário, comissão de patrimônio e autoridades locais de elevadores), cada uma com um interesse concorrente, para entregar um projeto funcional que mantivesse os requisitos históricos e, ao mesmo tempo, fornecesse uma operação segura e confiável.”
Steve Vining, Regional Director Modernization Sales, Pacific Northwest
Steve Vining

Unindo história e segurança

A segurança também definiu os planos para o projeto da Smith Tower. A modernização de edifícios opera em um local parcial ou totalmente ocupado, onde há uma movimentação frequente de equipamentos pesados. Steve Vining acrescenta: “Tivemos que entender completamente os riscos e tomar precauções exatas para garantir a segurança do público. Uma comunicação aprimorada com todos os envolvidos garantiu que todos seguissem nosso programa de segurança”.

Uma vez concluída a modernização, o sistema de elevadores atualizado contribuiu para o aumento da segurança. Por exemplo, sensores de detecção sísmica foram instalados para desativar elevadores na eventualidade de um terremoto. Além disso, o novo sistema de portão retrátil melhorou a segurança dos passageiros e o despacho de elevadores.

Unindo história e sustentabilidade

Elevadores desempenham um papel fundamental na criação de edifícios com eficiência energética. Máquinas AC sem casa de máquinas altamente eficientes e robustas substituíram os carros antigos. Um novo acionamento de automação personalizado agora controla a abertura lateral das portas e o sistema de portão retrátil. Essas características aumentam a segurança, a confiabilidade e a eficiência.

Estima-se que as novas instalações de elevadores tenham obtido uma redução de aproximadamente 40% no consumo de eletricidade. Junto com outras melhorias, a modernização dos elevadores ajudou a Smith Tower a obter a certificação LEED Gold, uma raridade para um edifício tão antigo.

 
Smith Tower Elevator Cabin Before After
“A região Noroeste Pacífico pode estar no epicentro do movimento de sustentabilidade – um fator importante ao apresentar nossos produtos e serviços a proprietários e incorporadores buscando formas de acompanhar novos edifícios que estão sendo inaugurados e inovações que tornarão seus sistemas de elevadores mais confiáveis e eficientes.”
Steve Vining, Regional Director Modernization Sales, Pacific Northwest
Inside the Smith Tower
Inside the Smith Tower

A modernização de edifícios tem futuro

O projeto de modernização da Smith Tower, concluído em 2019, acabou sendo reconhecido com o prêmio Edifício de Destaque do Ano (Outstanding Building of the Year, TOBY) na categoria Edifício Histórico na Conferência da Associação de Proprietários e Gerentes de Edifícios (Building Owners and Managers Association, BOMA).

Desde então, a thyssenkrupp Elevator iniciou outro projeto de modernização de alto nível em Seattle: o edifício de 56 andares Two Union Square. Nele, serão modernizados 26 elevadores e será instalado um sistema de controle digital semelhante ao utilizado na Smith Tower, que melhora o desempenho e fornece diagnósticos rápidos. Também serão renovados os interiores das cabines.

Steve Vining concorda que a modernização de edifícios, particularmente a modernização de elevadores, é uma tendência crescente: “Os proprietários de edifícios existentes estão muito interessados em nossas capacidades de manutenção e cobertura, assim como em nossos serviços de assinatura MAX, Agile e Life Cycle Analysis”, diz.

Todas essas capacidades de modernização tornam muito mais interessante atualizar elevadores existentes do que fazer novas instalações. Embora a arquitetura verde e os edifícios mais recentes continuem conquistando manchetes, a modernização de edifícios demonstra ser outra abordagem eficaz para a construção da sustentabilidade em nossas cidades.