Sustainability

No encontro de eficiência energética – EE Global 2018 em Copenhague

Em maio de 2018, a região binacional de Öresund, da Dinamarca e Suécia, é a capital temporária da sustentabilidade global e eficiência energética. Copenhague e Malmö estão se preparando para duas reuniões multinacionais e ministeriais de alto nível, além de uma celebração educacional popular de cinco dias, como parte da Semana da Energia Limpa dos Países Nórdicos. O Fórum Global de Eficiência Energética abre a semana. Em sua história de 11 anos, o “EE Global” atuou como um catalisador indispensável para uma maior adoção de métodos de melhores práticas, um aumento nas parcerias público-privadas e mais investimento em eficiência energética. O URBAN HUB analisa as questões que envolvem o tema deste ano: Inovação, Investimento, Impacto.
Sustainability
Garantindo um futuro ecológico - O desenvolvimento ambiental sustentável usa conceitos de poucos resíduos, baixo consumo e a migração para recursos ecológicos e ambientalmente sustentáveis, como energia solar e eólica ou materiais que podem constantemente passar por upcycling.
2474 visualizações

Criado em 22/05/2018

A hora de integrar a eficiência energética é agora – não depois

O pano de fundo do Fórum Global de Eficiência Energética é a urbanização em massa. Nos últimos anos, entramos em um momento crítico: mais de 50% da população mundial (cerca de 4 bilhões de pessoas) moram em cidades. A expectativa para o final deste século é de 85%.

Esse é um aspecto positivo, pois as cidades podem ter muito mais eficiência energética do que outros ambientes. Porém, a urbanização acelerada e sem planejamento pode ter um impacto catastrófico, devido ao uso indevido dos recursos naturais, à poluição ambiental e a investimentos financeiros mal direcionados.

A urbanização precisa ser mais inteligente. E pode ser: temos um conjunto incrível de ferramentas tecnológicas e de planejamento. Ao usá-las de forma apropriada e nos mantermos abertos a novas ideias, podemos garantir que as cidades sejam os melhores lugares para se viver já criados pela humanidade.

Mas precisamos agir agora. É mais importante do que nunca que as escolhas que fizermos hoje sobre desenvolvimento em nossas cidades sejam sustentáveis. O conhecimento e os produtos já existem, mas precisamos acelerar o processo de integração. Combinadas com incentivos legislativos e financeiros para tornar-se mais ecológicas, as possibilidades de cidades sustentáveis e energicamente eficientes são ilimitadas.

Eficiência energética constrói a ponte para a inovação

O EE Global é um encontro anual de influenciadores comerciais, governamentais e acadêmicos, que se reúnem todos os anos para focar no estado da eficiência energética no mundo. No mundo da sustentabilidade de alto nível, o EE Global tem um papel especial, concentrado no espaço entre a conservação simples de energia e as fontes renováveis. Uma das questões discutidas pelo fórum este ano é saber se o potencial da eficiência energética está recebendo reconhecimento suficiente.

Muitos países estão investindo a fim de atender aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Grande parte do destaque recai sobre energia renovável – solar, eólica, biocombustíveis etc. – e veículos elétricos, assim como sobre a definição de prioridades em políticas governamentais, atividades corporativas e pesquisas acadêmicas para apoiar essas medidas e outras semelhantes.

Embora já existam alguns edifícios de energia líquida zero, a transição para a sustentabilidade plena irá demorar. Enquanto isso, uma eficiência energética maior pode encurtar essa distância, ajudando a incentivar a inovação e o sucesso comercial, que são essenciais para alcançar o objetivo de longo prazo de um mundo com zero carbono.

Acelerar a transferência de melhores práticas é ponto-chave

Para ajudar a preencher essa lacuna, o EE Global 2018 também se foca em como promover e disseminar melhores práticas para eficiência energética. Acelerar a transferência e a adoção abrangentes de soluções que funcionam é uma ferramenta poderosa para construir um futuro sustentável.

Por exemplo, cidades como Pune ou São Francisco estão integrando com maestria tecnologias e designs inteligentes ao planejamento urbano. Copenhague tem ciclovias inteligentes, Toronto possui uma orla ribeira inteligente e Barcelona conta com serviços inteligentes para os cidadãos. Cingapura pretende usar práticas sustentáveis para tornar 80% de seus edifícios mais “verdes” até 2030.

Os edifícios estão na linha de frente

Cidades são feitas de prédios, e eles consomem 40% de nossa energia global. Edifícios com eficiência energética custam menos que os demais e fazem melhor uso de seus espaços. Isso abre portas para criar um impacto significativo. Organizações como LEED (Leadership in Energy & Environmental Design), BREEM (BRE Environmental Assessment Method – BREEAM) e Living Building Challenge oferecem orientações extensas e detalhadas para construções sustentáveis.

Edifícios inteligentes e sustentáveis utilizam sistemas de controle de energia centralizados e inteligentes que são frequentemente combinados com painéis solares, poços geotérmicos, coleta de água de chuva, iluminação natural e outras técnicas que não prejudicam o meio ambiente, para diminuir significativamente o uso de energia. Isso também gera um melhor retorno para os investidores, que oferecem incentivos para mais inovações em um ciclo virtuoso de reforço positivo.

Tornando a sustentabilidade mais atraente

“Uma opção para maior eficiência energética que está sendo discutida no EE Global 2018 é o novo sistema de elevador MULTI. Esse novo elevador sem cordas é capaz de movimentos verticais e horizontais – isso, por si só, já é empolgante. Mas ele chamou a atenção do EE Global por outros motivos. Com o MULTI, as capacidades de transporte podem ser elevadas em até 50%, e o pico do consumo de energia pode ser reduzido em 60% quando comparado com elevadores convencionais. “

O Prof. Michael Cesarz associa a animação e a eficiência do MULTI a uma palavra: conectividade. Um dos palestrantes principais do EE Global 2018, sua visão é a de que, ao conectar as pessoas com seus destinos desejados de forma mais eficiente, podemos conectar suas necessidades individuais com a necessidade geral de sustentabilidade.

O MULTI e outras tecnologias novas estão abrindo uma nova fronteira: “o último quilômetro”. Agora, será realmente possível associar trânsito em massa a edifícios individuais, além de melhorar as conexões entre os prédios. Por exemplo, há um interesse crescente em passarelas (skybridges), por exemplo, Sky Habitat, Cingapura, e Petronas Tower, Kuala Lumpur.

A adoção de passarelas, quando combinada com o potencial do MULTI, abre novas possibilidades para uma conectividade inteligente e sustentável nas cidades.

Passarelas oferecem um caminho elevado rumo à eficiência energética.

Maximizando o impacto da inovação e do investimento

O MULTI é apenas um exemplo de como o consumo de energia em cidades pode ser reduzido ou otimizado e como as novas tecnologias abrem portas para mais investimento e inovação. Precisaremos de muito mais de ambos conforme fazemos a transição para cidades de baixo carbono.

O EE Global inicia a Semana de Energia Limpa dos Países Nórdicos, concluindo com duas outras reuniões de alto nível de importância: Ministerial de Energia Limpa (CEM) e Missão Inovação (MI).

Os objetivos são diferentes: o foco do CEM são programas e políticas, enquanto que o do MI é o incentivo a inovação e P&D. Mas, neste ano, CEM9 e MI-3 compartilham um tema em comum – Integração de Energia e Transição: rumo a uma economia competitiva e inovadora de baixo carbono.

O EE Global deste ano é organizado pela Alliance to Save Energy (Aliança para Economia de Energia) em cooperação com a parceria UNEP-DTU e o Copenhagen Centre on Energy Efficiency (Centro de Copenhague para Eficiência Energética). Confira aqui um gostinho do EE Global 2017: Inovação, Ruptura e Investimento.

Semana de Energia Limpa dos Países Nórdicos

A combinação exclusiva de eventos programados para a Semana de Energia Limpa dos Países Nórdicos oferece um novo marco em como alcançar maior sustentabilidade. Combinando reuniões ministeriais com uma conferência de liderança de ideias dentro do contexto de um festival popular com apelo em massa, Copenhague e Malmö atingem reconhecimento global como incubadoras e exemplos para um amanhã urbano de baixo carbono. Aumentar a eficiência energética é uma das várias rotas para esse futuro, e inovações como o MULTI ajudam a conectar necessidades e interesses de cidadãos com a visão clara e ampla de um futuro urbano sustentável.

A Semana de Energia Limpa dos Países Nórdicos combina visibilidade com melhores práticas.

Image Credits:

Copenhagen, taken from unsplash.com

Wind turbines, taken from unsplash.com

Highlight Towers in Munich, pictures from left to right:

Highlight Towers in Munich 1, credit to Wolfgang Pehlemann, taken from commons.wikimedia.org

Highlight Towers in Munich 2, credit to Gernot Saborowski, taken from flickr.com, some rights reserved

Highlight Towers in Munich 3, taken from wikipedia.org

Logo, taken from nordiccleanenergyweek.com