Sustainability

Abastecimento urbano de água: soluções inovadoras para demandas crescentes

A água é preciosa e essencial à vida. Cada vez mais, as populações em todas as partes do mundo ficam sem acesso à água potável devido a uma mistura complexa de vários fatores, como o crescimento populacional, o aumento do consumo de água e as mudanças climáticas.

Além disso, os centros urbanos ainda enfrentam o desafio de ter que se abastecer com água de fontes inacessíveis e cada vez menores; de Dubai a Qingdao, as cidades estão buscando novos métodos de gerenciamento da água. Com as novas tecnologias e os pensamentos arrojados, novas fontes de água estão surgindo e as cidades se abastecem com um sucesso nunca antes visto.

Sustainability
Garantindo um futuro ecológico - O desenvolvimento ambiental sustentável usa conceitos de poucos resíduos, baixo consumo e a migração para recursos ecológicos e ambientalmente sustentáveis, como energia solar e eólica ou materiais que podem constantemente passar por upcycling.
1059 visualizações

Criado em 21/06/2016

33 países têm grandes chances encarar o de racionamento de água até 2040
33 países têm grandes chances encarar o de racionamento de água até 2040

Dessalinização: estratégia para completar fontes esgotadas

Muitas regiões costeiras já investem na dessalinização. Qingdao, uma cidade costeira na China, construiu uma usina de dessalinização que pode produzir água para 500 mil habitantes diariamente. A usina trabalha com o processo de osmose reversa para filtrar a água do oceano, separando-a do sal e das impurezas.

No entanto, essas usinas de dessalinização podem ser caras e desperdiçar energia. Além disso, sem o devido cuidado, elas podem afetar a vida marinha. Porém, há outras maneiras de equilibrar os possíveis efeitos colaterais das usinas de dessalinização.

Diversificar para multiplicar: quanto mais fontes, mais sustentabilidade.

Cingapura não recebe água potável apenas das usinas de dessalinização, mas também de importações e das águas pluviais e residuais de reciclagem. A diversificação das fontes e a otimização da tecnologia proporcionam uma infraestrutura sustentável, beneficiando o meio ambiente.

A usina de dessalinização dos Emirados Árabes Unidos, em Jebel Ali, criou uma tecnologia ainda melhor que aumenta não apenas as fontes de abastecimento de água potável, mas também a capacidade de produção de eletricidade, o que ainda ajuda a reduzir a pegada de carbono do país.

Na Espanha, o reservatório de Chandreja também fornece água potável às cidades e contribui para alcançar o objetivo de atendimento a 40 por cento das necessidades de energia do país usando fontes renováveis até o ano de 2020.

Bela paisagem do reservatório de Chandreja, Espanha
Bela paisagem do reservatório de Chandreja, Espanha

Transformando água residual em água potável

É isso mesmo, água residual. Esse tipo de água passa por um processo de osmose inversa de quatro etapas que remove todos os contaminantes e toxinas. Além disso, há o desafio de conscientizar os moradores informando que não há perigo nessa tecnologia de purificação, e esse trabalho extra já é comprovadamente válido.

Cingapura não é a única cidade a se voltar para essa fonte, até agora inexplorada. Em Windhoek, Namíbia, 26 por cento do nível de abastecimento vem de águas residuais. Em Arua, Uganda, há uma proposta com um sistema de baixa tecnologia que envolve outros sistemas descentralizados de tratamento de águas residuais (DEWATS, Decentralized Wastewater Treatment Systems) e de tratamento aquífero do solo (SAT, Soil Aquifer Treatment) que visa levar água potável até a periferia da cidade.

Efeitos de mudanças climáticas geram oscilações nos níveis da água do Brasil
http://thecityfix.com/blog/three-maps-sao-paulo-brazils-water-crisis-drought-andrew-maddocks-tien-shiao/

Manutenção de água potável com base no nível de dureza

O gerenciamento eficiente da água depende de uma cidade apoiadora de uma infraestrutura que combina o pensamento inovador nas áreas de conservação e armazenagem de água. Muitas cidades têm acesso à água, mas a variabilidade ainda é alta.

São Paulo conta com seis reservatórios interligados por 48 quilômetros de túneis para armazenagem de água doce, mas recentemente o sistema tem sido prejudicado devido à seca. Esse é o tipo de sistema que poderia se beneficiar de uma política semelhante à de Cingapura, que visa a atender a demandas de várias fontes, como a reciclagem da água residual.

Outra alternativa seria tomar Los Angeles como exemplo. Para combater a evaporação e conservar os níveis de água, 96 milhões de esferas de plástico foram lançadas no reservatório de Los Angeles.

Esse tipo de estratégia pode, sim, colaborar com o bom gerenciamento de água, e Los Angeles investiu fundo na ideia em prol da conservação

 
'Shade Balls:'  What Are They and How Are They Saving Water?

“A infraestrutura hídrica urbana do futuro será muito diferente em comparação com a atual. Ela vai considerar a escassez e a qualidade da água, bem como o uso e a geração de energia, por um viés totalmente diferente.”

Julia Bucknall

Sector Manager, Unidade Hídrica do Banco Mundial

http://water.worldbank.org/news/using-integrated-urban-water-management-promote-sustainable-resilient-cities-africa

Rumo ao próximo nível em gerenciamento de água

O pensamento arrojado abrirá as portas para várias ideias do futuro, mas as boas políticas sustentáveis, como a redução do desmatamento para combater as mudanças climáticas, além da conscientização para o baixo consumo de água, também contribuirão para criar uma solução global mais verde.

Com base na experiência inicial de cidades como Cingapura e Los Angeles, outras localidades estão começando a implementar um gerenciamento integrado de água urbana (IUWM, Integrated Urban Water Management). Consistindo em uma abordagem holística para o gerenciamento de água, o IUWM busca um conjunto mais diversificado de opções para lidar com os desafios complexos que as cidades enfrentam.

O futuro do gerenciamento de água, assim como os níveis dos reservatórios, só tende a melhorar.