Smart Mobility

Deslocamento no centro urbano: soluções conectadas, elétricas e diversas

Três elementos principais caracterizam a maioria das novas soluções de transporte público urbano: mais transporte sob demanda, o uso eficaz da inovação digital e mais opções alimentadas por eletricidade. Todas essas soluções precisam de um conceito bem equilibrado e completo para explorar todos os níveis do ambiente urbano. A melhor abordagem para um transporte público urbano eficaz será uma combinação que ofereça várias opções aos passageiros. O URBAN HUB confere as recentes soluções de mobilidade urbana nas ruas.
Smart Mobility
Mantém as pessoas se movendo rumo a soluções melhores - Pessoas que estão cansadas de cidades congestionadas estão contribuindo com inovações por meio de novas tecnologias móveis e aplicativos intuitivos, que melhoram a integração do transporte público, a infraestrutura e o compartilhamento de carros.
202 visualizações

Criado em 23/07/2019

Suba no ônibus

Os ônibus estão aproveitando seu retorno aos centros urbanos, principalmente porque eles estão sendo, cada vez mais, alimentados por eletricidade, o que reduz drasticamente as emissões. Eles também podem ter seus tamanhos ajustados conforme as necessidades locais. Cidades como Las Vegas têm ônibus autônomos que já passaram por um teste piloto, e estima-se que metade dos ônibus do mundo serão elétricos até 2025, sendo a maioria deles na China.

 
Smart self-driving buses

Nenhuma outra opção de transporte explora mais vantagens da tecnologia digital em rede de forma tão eficiente: os ônibus podem ser autônomos, ter um horário de chegada sob demanda e utilizar sinais oferecidos por sistemas inteligentes de controle de trânsito para prestar um serviço responsivo. Com tanta flexibilidade e diversidade, eles estão inspirando uma nova geração de soluções de mobilidade baseadas em ônibus para o futuro.

Quando você quiser, onde você quiser

Entretanto, os ônibus ainda não serão a opção ideal para todo mundo. Serviços de traslado sob demanda, uma versão mais sofisticada do Uber, estão surgindo ao redor do mundo, oferecendo serviços flexíveis e sustentáveis para o meio ambiente.

Na Índia, a MoveInSync gerencia uma frota de mais de mil traslados por meio de uma plataforma SaaS (Software-as-a-service, ou software como serviço). Com o objetivo de solucionar o problema de deslocamento do escritório, ela começou a oferecer a tecnologia diretamente a empresas para ajudá-las a facilitar o transporte dos funcionários do escritório para casa e vice-versa.

Com essa experiência, agora eles estão fazendo um teste piloto para um serviço de táxi compartilhado em Bengalaru. Embora o foco ainda seja os passageiros do escritório, a MoveInSync acredita que pode resolver o problema de caronas compartilhadas de uma forma segura e rápida.

Um projeto similar, Chariot, está sendo lançado pela Ford em cidades como Austin e São Francisco. É um serviço gerenciado por aplicativo para um translado compartilhado que permite até mesmo comprar um passe mensal.

Chariot
Chariot
MOIA
MOIA

Indo até o ponto final

Para finalmente convencer os passageiros a abandonar seus carros, os planejadores de mobilidade urbana não podem esquecer o “trecho final” – a pequena distância entre o local onde os passageiros desembarcam do metrô ou do ônibus e seu destino final. Algumas novas opções procuram preencher essa lacuna com ciclomotores elétricos, motonetas elétricas ou até mesmo bicicletas compartilhadas.

Los Angeles lançou uma iniciativa neste ano, junto com as empresas Lyft e Lime, disponibilizando milhares de motonetas e bicicletas elétricas para estudar sua eficácia. No primeiro mês, foram realizadas um milhão de viagens. O objetivo é oferecer um transporte seguro e acessível, principalmente a comunidades que não são muito bem atendidas pelas redes de transporte público.

Em Santander, Espanha, os habitantes da cidade claramente se beneficiam do projeto premiado de acessibilidade que emprega nove esteiras rolantes que facilitam a passagem em ruas íngremes, especialmente para pessoas com problemas de mobilidade. É um componente-chave do esforço da cidade para promover trajetos a pé, em vez do uso de carros, e ajudar os passageiros a chegar até outras opções de transporte, como o funicular.

Subindo ou descendo para o próximo nível

As cidades estão explorando o transporte público urbano em todos os níveis: tanto no solo, quanto abaixo e acima dele. Muitas vezes mencionados como um conceito de transporte “3D”, a ideia é utilizar e harmonizar todas as opções para diminuir o congestionamento.

Subsolo: as cidades estão encontrando formas de reutilizar túneis. Londres, por exemplo, tem uma ampla rede de túneis não usados, mas nenhuma proposta foi estabelecida ainda. Em Lyon, o “Le Tube” de 2 km já oferece uma passagem livre e sustentável para ciclistas, um eco-ônibus e pedestres.

Térreo: os especialistas em mobilidade acreditam que ônibus e veículos de emergência podem ser elevados vários metros acima do solo, possibilitando dois fluxos de tráfego. Os chamados giroscópios vão se equilibrar sobre palafitas, ser alimentados por energia solar e operar em uma única pista entre as vias do trânsito. Esta solução, entretanto, ainda está no nível futurístico!

Acima do solo: embora os teleféricos não tenham uma grande capacidade para passageiros, eles garantem acesso a áreas difíceis e, claro, elevam-se acima do congestionamento. Várias cidades, desde Lagos, Nigéria, a Istambul, Turquia, conseguiram integrar com sucesso os teleféricos à rede de mobilidade urbana. Na Bolívia, os teleféricos de La Paz, lançados em 2014, agora transportam 230.000 passageiros por dia.

Cable Cars
Le Tube
 
Gyroscopes technology

A estrada rumo ao futuro da mobilidade urbana

Independentemente das soluções que uma cidade escolha para solucionar seus desafios de mobilidade urbana, a abordagem será holística, compartilhada e profundamente integrada à tecnologia digital. Somente quando os urbanistas aceitarem as diversas formas de se movimentar, seja com um motoneta elétrica, acima do solo ou em um traslado sob demanda, os passageiros vão se sentir livres e aproveitar os trajetos por sua cidade.