Smart Mobility

Conectividade na Índia – Mumbai aposta alto na mobilidade

Mumbai é o mais importante centro urbano comercial e financeiro da Índia, além de ser a capital de Bollywood, a indústria cinematográfica do país. E, como várias megacidades em todo mundo, vem enfrentando grandes desafios. No cerne desses desafios está o rápido crescimento populacional de Mumbai. Constantemente, esse fator sobrecarrega a infraestrutura da cidade e limita a sua capacidade de fornecer serviços a seus habitantes, como no caso da mobilidade. No entanto, grandes esforços governamentais têm se concentrado nesse problema, melhorando sensivelmente a conectividade para os cidadãos de Mumbai.
Smart Mobility
Mantém as pessoas se movendo rumo a soluções melhores - Pessoas que estão cansadas de cidades congestionadas estão contribuindo com inovações por meio de novas tecnologias móveis e aplicativos intuitivos, que melhoram a integração do transporte público, a infraestrutura e o compartilhamento de carros.
662 visualizações

Criado em 02/07/2018

Surtos de crescimento e consequências

Limitada em tamanho pelas águas do Mar Arábico, Mumbai, com suas ilhas, é facilmente uma das cidades com maior densidade populacional no mundo, contando com cerca de 29.650 pessoas por quilômetro quadrado. É também uma das maiores: só na cidade vivem entre 13 e 14 milhões de pessoas, número que aumenta para 22 milhões quando se considera a região metropolitana.

Com uma população em expansão, o crescimento rápido e contínuo de Mumbai deixa as coisas ainda mais desafiadoras. De acordo com o Banco Mundial, 500 famílias se mudam diariamente para viver lá. E, mesmo com outras cidades enfrentando desafios semelhantes, poucas estão lidando com esse problema na mesma escala de Mumbai.

Reserve 90 segundos para acompanhar o tráfego enquanto ele flui por Mumbai, de 5h30 da manhã até meia-noite. O cientista de dados Will Geary desenvolveu TransitFlow, “um software gratuito e open-source para visualizar (…) a frequência do trânsito em todo o planeta!”

Fazendo conexão com a infraestrutura

Uma maneira clara de lidar com a situação é construir uma infraestrutura nova e melhorada. Por exemplo, Mumbai é, em todo mundo, a cidade com maior número de arranha-céus (incluindo prédios superaltos) em construção. Depois de concluídos, eles fornecerão espaços multifuncionais para casas, escritórios, lojas, entre outros.

Uma melhor conectividade no trânsito de Mumbai é também prioridade do primeiro-ministro indiano, Narenda Modi. Há vários anos, o governo federal tem investido numa radical modernização da economia. Grandes somas de dinheiro têm sido investidas em tudo que vai da digitalização e das cidades inteligentes até o treinamento profissional para a juventude. Então, como Mumbai está melhorando a sua mobilidade? Descubra em seguida.

Conectividade aérea – um novo aeroporto em uma nova cidade-satélite

O Aeroporto Internacional de Chhatrapati Shivaji (CSI), em Mumbai, é o segundo maior aeroporto da Índia. Ele, porém, não é grande o bastante para Mumbai. Por isso, a Zaha Hadid Architects está projetando um segundo aeroporto internacional para a cidade. Quando for concluído, em 2020, o empreendimento terá uma capacidade para receber 60 milhões passageiros por ano.

O aeroporto ficará em Navi Mumbai, subúrbio planejado no continente a leste de Mumbai. Construído nos anos 1970, o subúrbio tem atualmente uma população que já ultrapassa um milhão. Já popular junto a companhias high-tech, viajantes diários e jovens por ter um caráter “clean”, bem-planejado e cosmopolita, o novo aeroporto vai confirmar, concretamente, que Navi Mumbai é parte do que faz de Mumbai uma incrível cidade.

Ligações aquáticas – pontes, balsas e portos marítimos

Para tornar o novo aeroporto em Navi Mumbai mais acessível a Mumbai, está em andamento outro megaprojeto. Com seis pistas e 21,8 quilômetros de extensão, a Mumbai Trans Harbor Link (MTHL) será a ponte marítima mais longa da Índia quando for concluída, entre 2021 e 2022.

Outro projeto de ligação marítima em discussão há tempos também está saindo do papel. Com expectativa de estar funcionando completamente em 2023, o Versova-Bandra Sea Link (VBSL) contará com oito pistas para tráfego em 17 quilômetros, interligando dois pontos no lado ocidental de Mumbai.

 

Mumbai também tem dois dos portos marítimos mais importantes da Índia: o porto natural de águas profundas de Mumbai e o Porto Jawaharlal Nehru, em Navi Mumbai. Porém, surpreendentemente, o serviço de balsas nessa cidade litorânea não é muito abrangente. Mas isso pode estar mudando, com as poucas balsas operando atualmente sendo complementadas pelo primeiro serviço na cidade de “Ro-Ro” (balsa para transporte de carros) e pela nova balsa de longa distância entre Mumbai e Goa.

Mobilidade rodoviária – completando a cadeia

Todas as ligações marítimas fazem parte de um plano maior desenhado para conectar integralmente a grande Mumbai. Outra parte desse plano é a melhoria do sistema rodoviário. A Eastern Freeway torna mais rápida a viagem entre as partes sul e leste da cidade. A via inclui elevados, viadutos e túneis por seus 16,8 quilômetros de extensão.

Na parte ocidental de Mumbai, a planejada BMC Coastal Road vai utilizar novos terrenos recuperados, pontes e túneis para conectar o sul com o oeste, via a ligação marítima Bandra-Worli. São oito pistas, incluindo duas dedicadas a ônibus municipais, com cerca de 29 quilômetros de extensão, que devem ficar prontos em 2022.

Andando nos trilhos – a espinha dorsal da mobilidade de Mumbai

Fundada em 1853, a Ferrovia Suburbana de Mumbai é a linha pendular mais antiga da Ásia. Com 465 quilômetros, o “trem local” é usado diariamente por 8,5 milhões de pessoas. Agora, esse componente crucial do sistema de mobilidade de Mumbai está próximo de ser ampliado para fornecer acesso adicional a outras regiões.

Além da expansão do sistema ferroviário, a mobilidade de Mumbai será facilitada com uma nova ampliação do metrô. Inaugurado em 2014, o metrô de Mumbai possui uma linha suspensa, com 11,4 quilômetros. Três novas linhas estão em construção e, quando forem concluídas, entre 2020 e 2021, vão ajudar a conectar a grande Mumbai. Quatro linhas adicionais já foram aprovadas para ampliações futuras.

Tanto para a ferrovia quanto para as ruas congestionadas, essas novas linhas do metrô farão enorme diferença. E isso tudo se soma ao monotrilho de Mumbai, cuja primeira linha foi inaugurada em 2014. Outra linha, atualmente em construção, vai acrescentar 10,6 quilômetros aos já existentes 8,9 quilômetros de monotrilho.

Movimento das pessoas – tráfego de pedestres e bicicletas

Mesmo que caminhar seja um meio de transporte popular, surgem de novo problemas com o espaço. Uma resposta para isso é um extenso sistema de passarelas. Tecnicamente sem fazer parte do boom atual de megaprojetos, ele vale a pena ser citado simplesmente por causa de sua singularidade. Construído pela Autoridade de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Mumbai para conectar os principais centros de trânsito com destinos pendulares próximos, as 36 passarelas cobrem uma distância de 17 quilômetros. É o maior sistema do tipo em todo mundo.

Algumas pessoas odeiam as passarelas, especialmente comerciantes e vendedores de rua que trabalham no nível das ruas. Outras pessoas criticam a falta de acesso às plataformas ou a falta de segurança com a pouquíssima supervisão no local. Porém, outros as amam: as passarelas proporcionam novos espaços públicos abertos em uma cidade sem muito espaço.

 

Para uma cidade do seu tamanho, Mumbai tem muito pouco tráfego de bicicletas, que têm sido vistas como uma forma de transporte de menor status. Porém, a popularidade do ciclismo recreativo junto aos inspiradores jovens urbanos da Europa e da América do Norte tem tido um efeito. “Rodas verdes em linhas azuis” é um projeto que prevê a construção de 39 quilômetros de ciclovias ao longo de uma tubulação de água acima do solo.

 

Duas visões dramaticamente distintas do ciclismo em Mumbai

Excessivos ou insuficientes, mas claramente algo para todos

Com toda essa atividade, deve haver algumas vozes destoantes. E elas existem. Críticas sobre vários projetos abrangem corrupção, impacto ambiental, questões de propriedade e direitos territoriais, o desmantelamento de comunidades estabelecidas e a remoção dos mais pobres.

Naturalmente, com todas essas estradas e pontes sendo construídas, algumas pessoas argumentam que muito do trabalho se concentra nos automóveis e está direcionado a melhorar a vida dos cidadãos mais ricos. Mas todos concordam que há algo para todos no grande investimento de Mumbai em mobilidade.

 

O Banco Mundial produziu esse vídeo curto alguns anos atrás. Além de discutir melhorias no sistema de ferrovia suburbana, ele dá uma visão excelente de alguns dos desafios enfrentados por Mumbai na tentativa de aprimorar sua infraestrutura de mobilidade.

Muitas cidades são como Mumbai

Mumbai está atualmente comprometida em se equipar massivamente com uma mobilidade melhorada para seu ambiente de alta densidade. Investindo em uma melhor conectividade urbana, a cidade está aprimorando a qualidade de vida para seus cidadãos e sedimentando as suas perspectivas para o futuro.

Algumas cidades são planejadas desde o início, mas a maioria é construída de maneira desordenada, com edifícios surgindo entre e no entorno de estruturas já existentes. À medida que vão surgindo novas necessidades, antigas necessidades vão desaparecendo, mas é importante que todas as cidades continuem abertas, flexíveis, atentas e visionárias. Cidades capazes de se adaptar a mudanças são aquelas que prosperam. Onde há movimento, há vida!

Image Credits

Bandra Worli Sea Link, photo by Ibuz4u, taken from commons.wikimedia.com, some rights reserved

Mumbai Transit Flows, video by Will Geary

Navi Mumbai International Airport, video by Realty Merchant

Bandra World Sea Link at Night, photo by yatriksheth, taken from commons.wikimedia.com, some rights reserved

Mumbai Skyline and Bridge, photo by Woodysworldtv, taken from commons.wikimedia.com, some rights reserved

Mumbai Bridge Close-Up, photo by Amit Kulkarni, taken from commons.wikimedia.com, some rights reserved

Mumbai Moped Traffic, photo by Harsimran J.S. Basra, taken from commons.wikimedia.com, some rights reserved

Mumbai Skywalk, photo by Nicholas (Nichalp), taken from commons.wikimedia.com, some rights reserved

Bike Unfriendly: The Mumbai Mess, video by WeLoveCycling

Moving Mumbai into the Future, video by World Bank