Smart Mobility

URBAN HUB e líder de H&S Services têm uma conversa inspiradora sobre segurança no trabalho

Muitas pessoas falam sobre segurança, mas no conforto do seu escritório. Essa distância não ajuda a ter as melhores soluções. Luis Fernández de Vera, Head of H&S Services for Airport Solutions (Diretor de Serviços de Saúde e Segurança para Soluções Aeroportuárias) na thyssenkrupp Elevator, sabe em primeira mão a importância da segurança. Ele já esteve no campo, em terra e cara a cara com os colaboradores do local. O URBAN HUB conversa com ele para saber mais sobre sua abordagem proativa de OSH (Segurança no trabalho e saúde) e suas motivações.
Smart Mobility
Mantém as pessoas se movendo rumo a soluções melhores - Pessoas que estão cansadas de cidades congestionadas estão contribuindo com inovações por meio de novas tecnologias móveis e aplicativos intuitivos, que melhoram a integração do transporte público, a infraestrutura e o compartilhamento de carros.
570 visualizações

Criado em 25/04/2019

Viva, trabalhe e respire o contexto geral

Alguns de nós conseguimos ver o panorama geral, e outros vivem isso na pele, enriquecendo seu conhecimento por meio de experiências em diferentes áreas relacionadas. Luis entrou na thyssenkrupp Elevator em 2004 e começou a trabalhar no Departamento de Pós-Vendas, onde arregaçou as mangas e trabalhou como técnico de manutenção, fazendo a ponte entre Turquia e Espanha.

Em 2005, um novo país e um novo cargo como Branch Manager (Gerente de filial) em Paris abriu novas perspectivas. Foi então que Luis enfrentou os desafios de capacitar uma equipe de colaboradores e compreendeu como os gerentes de filiais precisam de suporte para segurança, não somente burocracia extra.

Quando retornou à Espanha, uma limitação nas Operações proporcionou ainda mais experiência a Luis, combinando propostas, ofertas e pequenos projetos com segurança antes de entrar de cabeça no Departamento de Qualidade e Ambiente. Em um intervalo de 10 anos, ele credenciou 15 filiais em cinco países com o ISO 9001 & 14001. E não fez isso atrás de uma mesa; ele viajou para todas as filiais.

"Segurança não é burocracia – segurança é para todos, especialmente para aqueles que trabalham no aeroporto. Um documento assinado por mim, pelo Branch Manager e pelo aeroporto não vai automaticamente ajudar um técnico na passarela de embarque de passageiros."
Luis Fernández de Vera, Head of Health & Safety Services, OU Airport Solutions, thyssenkrupp Elevator

Dando o exemplo com ações

A abordagem prática de Luis fez com que ele conquistasse seu cargo atual, Head of H&S Services for Airport Solutions. Nessa posição, ele trabalha junto com o Departamento de Operações, especialmente com Branch Managers. Graças à sua experiência profissional, ele sabe como e de que maneira oferecer suporte.

A comunicação contínua com todos os departamentos tem um papel fundamental para ganhar confiança. Luis diz, “Nada é mais eficaz do que uma conversa cara a cara, ganhando confiança e reforçando a importância da segurança. Conhecer as pessoas faz diferença. OSH por e-mail não funciona, acredite em mim.”

Luis valoriza as habilidades dos H&S Officers (agentes de segurança e saúde) e suas iniciativas proativas para garantir que a comunicação sobre segurança alcance todos os colaboradores. Eles também estão sempre “em solo”, seja no aeroporto ou no escritório da filial.

Luis Quotation Portuguese

Todos juntos: parem, pensem e compartilhem

Além da liderança “mão na massa” de OSH fazer a diferença na segurança do ambiente de trabalho, Luis acredita que uma segurança realmente eficaz e sustentável exige trabalho em equipe – de cima para baixo. Isso significa permitir que todos os colaboradores participem da comunicação e compartilhem suas ideias.

Luis se lembra de um pequeno incidente ocorrido há alguns anos em uma passarela de um local na Europa e, várias semanas depois, um acidente similar aconteceu no Oriente Médio. Quais foram as lições aprendidas? Eram necessários mais canais para compartilhar informações.

Agora, todos os colaboradores com um celular corporativo recebem uma mensagem de texto sobre segurança toda segunda-feira. Além disso, são organizadas reuniões mensais sobre segurança baseadas no incidente (ou quase incidente) mais recente. Luis acredita firmemente que um feedback regular, incluindo sugestões dos colaboradores, constrói o caminho para alcançar uma marca de zero acidentes.

Agora, todos os colaboradores com um celular corporativo recebem uma mensagem de texto sobre segurança toda segunda-feira. Além disso, são organizadas reuniões mensais sobre segurança baseadas no incidente (ou quase incidente) mais recente. Luis acredita firmemente que um feedback regular, incluindo sugestões dos colaboradores, constrói o caminho para alcançar uma marca de zero acidentes.

Luis Triathlon
Dehli Branch

Segurança global, desafios locais

A mensagem é sempre a mesma e muito direta: segurança em primeiro lugar. Luis acrescenta, “É absolutamente necessário cuidarmos uns dos outros. Se você perceber algo, manifeste-se e faça alguma coisa. Ser proativo pode salvar vidas.”

Transmitir essa mensagem a todos os ambientes exige uma compreensão de diferentes culturas de trabalho. “Os conceitos de autoridade, tomada de decisão e proatividade variam de país para país. Por exemplo, usar um cartão com ‘Nós paramos’ em regiões com estruturas muito hierarquizadas pode ser difícil.”

Apreciador de esportes de resistência, ele gosta do desafio de se preparar para um triatlo. O sucesso vem com perseverança e paciência. “Ao trabalhar para mudar a cultura de OSH em uma empresa multicultural, você precisa se esforçar a cada etapa do caminho. A segurança não é a linha de chegada; é a permanência na corrida.”

Segurança que permanece

Luis quer que todos os colaboradores, de técnicos a líderes de H&S, assumam um papel ativo para garantir a segurança – sem permitir que a complacência se estabeleça. Ninguém deve arriscar sua vida em uma situação laboral.

Luis traz não só experiência como motivação para esse objetivo. “Eu realmente acho que, se você acredita no que faz, você só faz. Não importa se viaja muito, se estuda depois do trabalho para se aperfeiçoar – se é o seu sonho, você consegue.”