Cities

De Barcelona a Madri, cidades inteligentes inspiram mudança

A Espanha sempre esteve à frente com respeito à implementação de soluções inteligentes em suas cidades. Aproveitando a infraestrutura favorável à inovação do país, cidades como Barcelona e Santander se tornaram referências em mudanças, e agora Madri está mostrando a todos como uma cidade pode ser ainda mais inteligente.

A capital espanhola enfrenta desafios com os engarrafamentos, a poluição e os serviços públicos, mas adotou uma abordagem única de baixo para cima para usar os dados digitais. Ao não se concentrar tanto em como ou quantos dados são coletados, mas sim em por que os coletamos, Madri procura manter as soluções focadas nos cidadãos e evitar as armadilhas de uma tecnologia dissociada das pessoas.

Cities
Inteligentes por dentro e por fora - De muitas formas, o conceito de cidade inteligente não é nada mais que um bom planejamento urbano, que incorpora os avanços da tecnologia digital e novas formas de pensar aos conceitos de cidade antigos, de relacionamentos, comunidade, sustentabilidade ambiental, democracia participativa, boa governança e transparência.
1542 visualizações

Criado em 29/09/2016

Espanha, construindo as bases para inovação e debate

A Espanha não é novata no assunto cidade inteligente. Nas últimas duas décadas, ela investiu bastante em energia renovável e TIC. Os dois setores proporcionaram uma plataforma de cooperação entre a administração pública, as instituições sociais e empresas – um alicerce do conceito de cidade inteligente. O país também é o berço de muitos centros de pesquisa e desenvolvimento que criam tecnologias digitais exportadas para todo o mundo.

A Rede Espanhola de Cidades Inteligentes, fundada para oferecer suporte a um modelo de cidade sustentável e melhorar a qualidade de vida dos habitantes, agora conta com dezenas de cidades. De Santander até Málaga, as cidades espanholas estão surgindo como modelo para soluções inteligentes que vão do gerenciamento de água até a mobilidade verde. O Instituto IoT até mesmo nomeou Barcelona uma das cinco cidades mais inteligentes do mundo.

Inteligente – para as pessoas, pelas pessoas – em Madri

Agora a comunidade de cidades inteligentes está de olho em Madri, onde estão sendo desenvolvidas as próximas soluções do futuro para a cidade inteligente. Em vez de começar pelo topo e olhar para todas as redes da cidade que podem ser conectadas, a capital espanhola tem uma abordagem de baixo para cima, analisando primeiro quais problemas sociais devem ser tratados por redes ou tecnologias novas e individuais.

Madri também quer evitar as armadilhas de usar um só sistema. Isso prende os serviços públicos em uma rede central por décadas, e usa mas não compartilha os dados gerados pelos cidadãos. Ter um só sistema também pode impedir o crescimento orgânico de soluções inovadoras menores quando surgem novas questões.

A cidade imagina um “ecossistema” de redes e soluções concorrentes e diversas.

A nuvem ajudando as pessoas

Madri descobriu que a tecnologia digital pode ser feita sob medida para solucionar certo problema, seja ele o controle de tráfego ou o acesso a prédios e a redes de transporte público. O software baseado em nuvem está rapidamente melhorando como as pessoas vão de A a B. Por exemplo, o MAX da thyssenkrupp Elevator e da Microsoft está criando a manutenção de análise preditiva.

No metrô, a cidade está melhorando o acesso geral às plataformas usando o MAX em 156 elevadores. Isso beneficiará principalmente os passageiros com deficiência, para os quais o acesso esse era um problema antigo do sistema de transporte público de Madri. Com o MAX, técnicos serão alertados instantaneamente sobre falhas, o que reduzirá os tempos de reparos e protegerá melhor a acessibilidade para todos.

Essa tecnologia também pode ser encontrada em prédios “verdes” importantes, como o da sede do BBVA, que facilita o deslocamento dos funcionários e conecta melhor as pessoas. Instalado em 60 elevadores, o MAX pode detectar qual elevador chegará mais rápido, reduzindo os tempos de espera sem perder de vista os problemas de manutenção para evitar interrupções onerosas.

Essas soluções estão sendo implementadas em toda a rede de transporte e de ruas da cidade, para conectar melhor as pessoas e aproximar bairros antes isolados, promovendo sustentabilidade econômica.

“As capacidades do Microsoft Azure IoT, criado em nossa plataforma de nuvem flexível e segura, estão conectando milhões de sistemas da thyssenkrupp, ajudando-os a se integrar e a analisar todas as suas informações. O conhecimento tirado dos dados permite que a thyssenkrupp transforme seu negócio em um modelo mais proativo, colaborando com os gerentes e a infraestrutura de forma enriquecedora.”

Pilar López, Presidente da Microsoft Ibérica

Madri – conduzindo as cidades inteligentes na direção certa

Madri está apresentando algumas das tecnologias digitais mais revolucionárias, como o software MAX testado no centro de P&D da Espanha em Gijon, o que torna a cidade um centro urbano que as pessoas observarão no futuro. A cidade também encontrou uma forma de manter a inovação conectada às pessoas e aos problemas reais, garantindo um ambiente aberto do qual todos podem participar.

O comprometimento único da capital espanhola com o conceito de cidades inteligentes abriu um novo nível em termos de o que queremos que a tecnologia faça pelas cidades e quem deve tomar as decisões sobre o uso da tecnologia. Como resultado, as ferramentas para criar a cidade inteligente permanecem estimulantes, flexíveis e abertas à inovação.