Cities

Descubra as 11 cidades russas que recebem a elite do futebol mundial

Quando seleções de futebol se unem em um país para disputar o título de melhor equipe do mundo, todos olham para os jogos. Mas nós não deveríamos olhar também para as cidades que os sediam? Grandes eventos esportivos geralmente são sediados em cidades emocionantes que têm muito a oferecer para os torcedores de outros países. O Urban Hub confere as 11 cidades russas que estão sediando os jogos que determinarão o campeão internacional de futebol e vencedor da Copa do 2018.^
Cities
Inteligentes por dentro e por fora - De muitas formas, o conceito de cidade inteligente não é nada mais que um bom planejamento urbano, que incorpora os avanços da tecnologia digital e novas formas de pensar aos conceitos de cidade antigos, de relacionamentos, comunidade, sustentabilidade ambiental, democracia participativa, boa governança e transparência.
5836 visualizações

Criado em 10/07/2018

Kaliningrado

Kaliningrado, localizada em um “exclave” da Rússia, fica entre a Polônia e a Lituânia, na costa do mar Báltico. Os torcedores verão que a história única da cidade pode ser vista em suas construções: estruturas da Prússia ao lado de prédios do modernismo soviético e construções pós-soviéticas. Atualmente, a cidade está tentando harmonizar melhor essa herança cultural mista. Um concurso arquitetônico para renovar o centro histórico da cidade busca respeitar, integrar e ao mesmo tempo avançar além do passado usando restauração aproximada ou modernizada, mais sustentabilidade e passarelas para pedestres semelhantes a parques. Em Kaliningrado, as mudanças nunca estão longe.

Kazan

Kazan, capital da região semiautônoma da República de Tartarstan, pode ser uma das maiores cidades das quais você nunca ouviu falar (mas se você já conhecia, bom para você!) Visitantes da cidade podem ver o Kremlin de Kazan, um Patrimônio Mundial da Unesco, e depois relaxar e se bronzear na Riviera de Kazan. Desde 2012, a cidade está implementando o projeto “SMART City Kazan” com a meta de transformar Kazan em um centro de negócios internacional e, ao mesmo tempo, em uma smart city.

Moscou

Como a megacidade mais populosa da Europa, Moscou tem muito a oferecer, de estruturas históricas como a Catedral de São Basílio (obra-prima da arquitetura russa) a arranha-céus modernos  e espaços públicos amplos. Com uma área de 2.511 km2, é melhor usar o impressionante metrô de Moscou e levar bons tênis. Na verdade, Moscou em breve se tornará um lugar ainda melhor para andar a pé: o projeto “Minha rua” promete 50 quilômetros de novas áreas para pedestres dentro e ao redor do centro da cidade.

Níjni Novgorod

Lotada de universidades , museus e igrejas, Níjni Novgorod é um dos principais centros culturais da Rússia devido à sua abundância de locais históricos. Os muros e torres de tijolo vermelho do grande Kremlin, cuja construção começou entre 1500 e 1511, dominam a paisagem da cidade. A cidade também possui um meio de transporte urbano único: o teleférico de Níjni Novgorod leva passageiros do centro da cidade pelo rio Volga até o município de Bor – com uma vista impressionante no caminho.

Rostov do Don

Cinco mares – o mar Negro, o mar de Azov, o mar Cáspio, o mar Branco e o mar Báltico – se unem no porto de Rostov do Don; não é de se admirar que a cidade seja um dos maiores mercados de peixe da Rússia. Para receber bem os torcedores de futebol, a cidade construiu o novíssimo Aeroporto Internacional Platov. E as obras continuam: arquitetos de Arup criaram um plano mestre para construir um novo distrito sustentável em uma área da cidade suscetível a inundações. Essa construção dará espaço para 7.500 moradores e criará 9.000 empregos.

São Petersburgo

São Petersburgo, a capital imperial da Rússia por dois séculos, foi fundada por Pedro, o Grande, em 1703 e continua sendo o coração cultural do país. Sua grandeza é melhor vivenciada em um passeio de barco ou uma volta pelos canais históricos. Mas o melhor ainda pode estar por vir. Uma nova geração de desenvolvedores e pensadores urbanos estão começando a transformar prédios industriais da costa em espaços atraentes para morar e trabalhar. Isso também ajuda a conectar moradores com o potencial recreativo de sua cidade báltica, cujas raízes portuárias podem em breve dar novos frutos do mar para gerações futuras.

Samara

Samara é a sexta maior cidade da Rússia e muitas vezes considerada uma “joia arquitetônica”, rica em exemplos de prédios art nouveau e construtivistas. Apesar de uma onda recente de demolição e remodelação de locais históricos, a arquitetura da cidade ainda reflete a mistura cultural de tártaros e basquires muçulmanos, russos ortodoxos e pagãos moldavos, além de minorias como alemães, poloneses e judeus.

Saransk

A aproximadamente 630 quilômetros ao leste de Moscou, Saransk fica na bacia do Volga, onde os rios Saranka e Insar se encontram. A cidade também é a capital da República da Mordóvia, uma divisão da Federação Russa. Andando pelas ruas, pode-se ouvir línguas da Mordóvia além do russo.

Sóchi

As vastas praias de pedra e areia  ao longo do mar Negro, junto com o clima subtropical, tornam Sóchi um destino muito procurado no verão. Após grandes melhorias na infraestrutura em 2014, o local também tem sido popular no inverno. Amantes da natureza podem visitar a Reserva de Biosfera Caucasiana de 2.957 km2, um Patrimônio Mundial da UNESCO.

Volgogrado

A “cidade heroica” de Volgogrado é rica em monumentos que comemoram a Batalha de Stalingrado, como o “A Pátria Chama”, a maior estátua de uma mulher do mundo. A própria cidade impressiona com suas grandes avenidas, que agora contam com vários arranha-céus modernos – o resultado do desenvolvimento econômico contínuo. Os “Veleiros do Volga” são um dos exemplos mais impressionantes: dois prédios construídos na forma de velas de barcos que parecem preparados para velejar pelo rio Volga.

Ecaterimburgo

Na fronteira entre a Ásia e a Europa, Ecaterimburgo já está na interseção entre o leste e o oeste há muito tempo: a estrada mais importante do império russo, a Rota Siberiana, passa dentro da cidade. A cidade cresceu enormemente em termos de comércio, negócios e turismo desde os anos 2000 e manteve sua herança cultural como cidade com maior concentração de arquitetura construtivista do mundo.

Você já foi a alguma dessas 11 cidades?

 

Image Credits

Saint Petersburg, photo by yulenochekk, taken from istock.com

Kaliningrad, photo by Belikart, taken from istock.com

Kazan 1, photo by Olga355, taken from istock.com

Kazan 2, photo by den781, taken from istock.com

Kazan 3, photo by © A.Savin Wikimedia Commons, taken from commons.wikimedia.org

Moscow 1, photo by © A.Savin Wikimedia Commons, taken from commons.wikimedia.org

Moscow 2, photo by Jodie Eckert, all rights acquired

Moscow 3, photo by © Milan Nykodym Czech Republic, taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved

Moscow 4, photo by David Burdeny 

Nizhny Novgorod, video by Russia Insight 

Rostov-on-Don 1, photo by Moreorless, taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved

Rostov-on-Don 2, photo by Dmitry89, taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved

Rostov-on-Don 3, photo byЖанетта Багаджиян, taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved

Saint Petersburg, video by Timelab Pro

Samara, photo by Cath Sea, taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved

Saransk 1, photo by Wildboar, taken from commons.wikimedia.org

Saransk 2, photo by Anna Katik, taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved

Saransk 3, photo by Yakaev, taken from commons.wikimedia.org

Sochi, photo byГанощенко Роман (Ganoshenko Roman), taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved

Volgograd 1, photo by Администрация Волгоградской области, taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved

Volgograd 2, photo by Администрация Волгоградской области, taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved

Volgograd 3, photo by Максим Кошелев, taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved

Yekaterinburg, photo by Митрохина Марина, taken from commons.wikimedia.org, some rights reserved