Buildings

Trinity River Park, em Dallas, será o maior parque urbano dos EUA

Todos os anos a cidade americana de Dallas, no Texas, sofre enchentes previsíveis, mas também precisa enfrentar inundações imprevisíveis e perigosas a cada 3 e 10 anos. Para evitar catástrofes, a cidade deve manter uma planície de inundação por segurança. É uma área larga e não urbanizada, que separa o norte da cidade, mais rico, da parte sul, mais pobre, e bloqueia o acesso ao leito do rio.

No entanto, graças a uma grande doação particular, a cidade está realizando seu antigo sonho de voltar a desenvolver a várzea do Trinity River para transformá-la em um dos maiores parques urbanos dos EUA, na esperança de interligar as duas regiões com mais harmonia; a não ser que os críticos do projeto provem que estão certos…

Buildings
Marcos da sustentabilidade urbana - Hoje, o planejamento urbano cria marcos futuros para cidades que transmitem novas mensagens de sustentabilidade, escolhas ecológicas e uma forma responsável de viver.
537 visualizações

Criado em 24/01/2017

Um refúgio aquático e natural para unificar Dallas

A maioria das cidades norte-americanas já ocupam praticamente todo o seu terreno disponível. Pode ser surpreendente, portanto, que Dallas tenha encontrado o espaço para um parque de quase 40,5 km² (10 mil acres) que atravesse o centro da cidade. Para se ter uma ideia, o novo “Trinity River Park” seria o maior parque urbano dos EUA e mais de 10 vezes maior que o Central Park, em Nova York.

Então, de onde surgiu uma área desse tamanho? Dallas sempre esteve sujeita a alagamentos imprevisíveis no Trinity River, e foram construídos grandes diques para conter as inundações catastróficas que podem ocorrer a cada 10 anos. A planície de inundações existente também tem um papel importante na proteção da cidade, ainda que divida o norte do sul e bloqueie o acesso de pedestres ao rio. Agora, Dallas está pronta para corrigir isso.

Uma filantropa planta as sementes de uma Dallas mais verde

O primeiro passo para desenvolver um projeto dessa magnitude foi garantir os recursos para começar. Como no caso do Bentway, em Toronto, Dallas deve agradecer a uma cidadã bilionária.

Annette Simmons, na maior contribuição particular já feita à cidade, doou 50 milhões de dólares dos 250 milhões necessários para recriar a larga faixa subutilizada de espaço. Em parte, a doação foi motivada pela revelação do novo plano.

A ideia de um parque ao longo da várzea do Trinity River tem circulado há décadas, mas disputas burocráticas, falsos lançamentos e a falta de consenso impediam seu progresso. Agora, com um projeto que finalmente atende a muitas (se não todas) as expectativas dos moradores e políticos, além dos recursos alinhados, foi dada a largada para um novo grande parque natural em Dallas.

Um refúgio junto ao rio para os moradores de Dallas

Nova proposta transforma o parque em realidade

Não só a várzea dividiu a cidade, mas ideias para a transformação do espaço também geraram divergência, obstruindo o progresso e possivelmente causando a hesitação dos investidores. No passado, a cidade insistiu demais nos conceitos de gramados e lagos impecáveis, campos de golfe e até mesmo na tentativa de um conceito de corredeiras.

O novo projeto para o Trinity River Park, de autoria da Michael Van Valkenburg Associates, literalmente mantém os pés no chão: sua inspiração é a natureza local. O parque continuará sendo um espaço cívico, com áreas de recreação e outras atrações, sem perder a harmonia com o rio, através de trilhas naturais, prados e lagos que ajudam a recuperar o equilíbrio ecológico.

O programa de duas partes combina a distribuição da natureza ribeirinha com parques mirantes nos muros do dique, mantendo a proteção da cidade contra as inundações. A Michael Van Valkenburg Associates trabalhou em estreita colaboração com engenheiros do governo para manter a integridade da várzea e dos canais. Os projetos sugerem até mesmo que o parque possa ser usado durante uma enchente, caracterizando-se de acordo com o nível relativo do rio.

The new natural district in Dallas
The new natural district in Dallas

Os altos e baixos de um parque na várzea

Mesmo que a doação de 50 milhões de dólares represente algo como um selo de aprovação, algumas autoridades da cidade continuam exigindo ainda mais fiscalização dos projetos, que podem ser atraentes no papel, mas se mostrarem falhos na prática. Frequentemente surgem conflitos diante das divergências entre as prioridades da cidade e das empresas de engenharia.

Apesar de os apoiadores afirmarem que não existe projeto perfeito, os críticos consideram que a promessa de disponibilidade do parque deixa muito a desejar. O acesso aos parques panorâmicos a partir do centro parece inadequado, devido aos cruzamentos de ruas e a uma longa passarela. No entanto, a maior barreira continua sendo a proposta da via com pedágio.

Temendo que a imensa rodovia possa desvalorizar o parque e sua intenção primordial de unificar a cidade, há quem peça a retomada de um design do parque aprovado pelo governo federal em 2015, depois de um estudo cuja conclusão levou 12 anos. Mesmo assim, com o impressionante suporte de outras partes e fundos privados apoiando um novo projeto, a cidade se mostra confiante de que seus planos darão certo e beneficiarão todos os cidadãos.

Um refúgio junto ao rio para os moradores de Dallas

Um parque como teste para futuros líderes sobre filantropia e cidades ecológicas

O dinheiro financia ideias, mas também muda opiniões. Críticos sugerem que doações volumosas podem influenciar a tomada de decisões do governo e empoderar demais as iniciativas dos cidadãos. No entanto, seja qual for a origem dos recursos, projetos como o do Trinity River Park, que focam na inclusão e na conexão, provaram que podem conquistar um sucesso duradouro.

A expectativa é de que as obras do parque sejam concluídas em 2021. Talvez ainda sejam atendidos os pedidos por uma via de acesso melhor em vez de uma rodovia. Além disso, a cidade ainda precisa captar mais recursos privados para o parque. O tempo dirá se a combinação de filantropia com um projeto de parque urbano vale a pena.

Certamente há muitos casos de sucesso, até mesmo na cidade próxima, Houston. O projeto do parque na várzea de Dallas revela semelhanças com o Buffalo Bayou Park, com suas trilhas pavimentadas permeando a faixa de inundação, e a integração delicada de áreas de recreação e atrações à natureza.

Porém, se os planos evoluírem, Dallas certamente estará mais perto de ser uma cidade mais interconectada, onde os habitantes podem usar e desfrutar de um parque ribeirinho.