Buildings

salas Dez de concerto impressionantes que recebem os espectadores com estilo impecável

As óperas e salas de concerto, especialmente aquelas com uma história rica e longa, tendem a assustar alguns com sua opulência e grandeza. O mundo erudito da ópera e da música clássica, no entanto, não precisa ser o único domínio dos fãs da cultura. Cidades de todo o mundo encontraram maneiras de abrir o mundo da música e da cultura, fazendo a ponte entre o passado e o presente, o moderno e o tradicional. A acessibilidade à cultura é o resultado de mente aberta, ótimo design e da tecnologia que suporta isso. No fim das contas, uma cidade ligada à cultura é uma cidade feliz.
Buildings
Marcos da sustentabilidade urbana - Hoje, o planejamento urbano cria marcos futuros para cidades que transmitem novas mensagens de sustentabilidade, escolhas ecológicas e uma forma responsável de viver.
3481 visualizações

Criado em 01/08/2019

Parco della Musica e della Cultura, Florença

O Parco della Musica e della Cultura fica na divisa com o centro histórico de Florença e sua antiga área industrial de transporte ferroviário, reunindo diversas facetas do passado da cidade. Ele funciona como uma casa de ópera, uma sala de concertos e um anfiteatro. Linhas limpas e modernas e um layout bem projetado convidam as pessoas a explorar, e a acessibilidade é aprimorada por sistemas avançados de mobilidade.

 
Parco della Musica e della Cultura, Florença

Centro Nacional de Artes Cênicas, Beijing

O atraente Centro Nacional de Artes Cênicas se parece com um ovo flutuando na água. Sua construção é tão próxima da Cidade Proibida que, a princípio, foi considerada desrespeitosa ao passado da cidade. No entanto, desde a sua inauguração, o vidro reluzente e o lago circundante atraem visitantes, tornando-o uma atração e um local de destaque para a música, o balé e as artes cênicas chinesas.

NacionalPerformingArts_Beijing

Sala São Paulo, Brasil

A Sala São Paulo ocupa os imponentes salões de uma antiga sala de espera na Estrada de Ferro Sorocabana. Ela conta com um teto móvel gigante que adapta a acústica à música que está sendo executada. Uma sala impressionante e única bem no centro de todas as idas e vindas da cidade.

Sala_São_Paulo

Ópera de Oslo, Noruega

Os noruegueses gostam de andar livremente pelo campo, então por que não tornar a arquitetura urbana livre também? A Ópera de Oslo convida os visitantes a subir no telhado ou a explorar a beira do fiorde. No entanto, a sala de concertos faz mais do que oferecer vistas deslumbrantes. Ele também é o cenário perfeito para shows, peças de teatro e outros eventos, tanto em ambientes internos quanto externos.

Oslo_Opera_House_-Norway

Ópera de Sydney, Austrália

A Ópera de Sydney, que se ergue de forma imponente do porto, é um símbolo da cidade que todos amam e acolhem. Para garantir que ela também acolha todos os visitantes, a mobilidade passou por um upgrade como parte do projeto “Década de Renovação”. Os três níveis são agora acessíveis para portadores de mobilidade limitada. Os eventos encenados lá oferecem algo para todos os gostos, desde ópera, passando por cabaré até cinema.

Sydney_Opera_House

Metropolitan Opera House, Nova York

Localizado entre o complexo de edifícios conhecido como o Lincoln Center for Performing Arts, o Metropolitan Opera House promete performances de ponta dos maiores artistas de ópera. Apesar de não viver sob as glórias do passado, o “Met” foi a primeira ópera do mundo a ter versões escritas dos textos da ópera em telas individuais para cada assento, tornando mais fácil para os recém-chegados mergulhar e explorar a ópera.

Metropolitan_Opera_House

Philharmonie de Paris, França

Projetada pelo famoso arquiteto Jean Nouvel, a Philharmonie de Paris se ergue do Parc de Villette, oferecendo aos visitantes uma vista ampla do terraço. Mas os amantes da música podem encontrar as melhores vistas no interior: ele foi projetado num estilo tão intimista que o assento mais distante fica a apenas 32 metros do maestro. As formas orgânicas e modulares permitem que o salão seja adaptado a diferentes estilos musicais. O resultado é um espaço que realmente atrai ouvintes para a experiência.

Philharmonie_de_Paris

Royal Opera House, Londres

A ilustre Royal Opera House de Londres, escondida em Covent Garden, recebeu uma atualização moderna no ano passado. Apelidado de “Open Up”, o projeto removeu paredes internas da estrutura histórica do século XIX para criar novos espaços e expandir o restaurante. Agora, o saguão aberto convida os transeuntes a explorar uma exposição de fantasias e se deliciar no restaurante – ou descobrir um interesse pela ópera!

Royal_Opera_House_London

Elbphilharmonie, Hamburgo

A conclusão da sala de concertos Elbphilharmonie transformou a paisagem de Hamburgo. Como um farol, atrai visitantes para a orla, que passou por um renascimento cultural na última década. Os telhados arrebatadores, muito parecidos com as velas, convidam você a subir a bordo. Trinta elevadores levam os visitantes até a bela plataforma de observação, para curtir a vista incomparável.

Āli Qapu Palace Music Hall, Isfahan, Irã

Às vezes, a solução mais simples é a melhor e a mais adequada. Embora os tijolos de barro dessa sala de concertos do século XVII sejam de baixa tecnologia, a acústica é genial. Os tetos abobadados criam um tempo de reverberação baixo para o som, enquanto os tradicionais murqarnas e recortes são perfeitamente projetados para eliminar completamente os ecos. Os visitantes do Āli Qapu Palace Music Hall também ficarão impressionados com os murais e mosaicos coloridos.

Ali_Qapu_Esfahan_Iran

Música para nossos ouvidos

Artes, cultura e lazer continuam a desempenhar um papel essencial na qualidade de vida dos grandes centros urbanos. À medida que as populações crescem, os planejadores urbanos e arquitetos precisam garantir que os centros culturais sejam acessíveis a todos, em vez de se concentrarem em um pequeno grupo de aficionados. Como os exemplos acima mostram, a música e a cultura podem ser apreciadas em muitos níveis: a pé, a partir de uma plataforma de observação, por dentro e por fora.